top of page

Evento discute o futuro da vitivinicultura na Região Serrana


Nos dias 19 e 20 de junho, acontece o “I Congresso Estadual Desafios do Enoturismo no Rio de Janeiro”. Este evento, organizado pelo Departamento de Geografia e Meio Ambiente da PUC-Rio e apoiado pela FAPERJ, busca discutir o futuro da vitivinicultura na Região Serrana e explorar o impacto positivo que o turismo pode ter no desenvolvimento local.


A QuipoTech estará presente na programação do evento apresentando sobre o uso do blockchain na rastreabilidade das uvas, uma inovação tecnológica que garante transparência e autenticidade ao processo de produção.


20 de junho

11h – Mesa 1: Indicação Geográfica dos Vinhos de Inverno da Região Serrana: desafios e oportunidades

Mediação: Marcelo Antonio Sotratti, professor do Curso de Turismo e Licenciatura em Geografia (EaD) da UERJ

“O Rio tem vinho e já se articula”, Lucimar Cunha, diretora-geral da Faculdade de Educação Tecnológica do Estado do Rio de Janeiro (FAETERJ Petrópolis).

“O papel da tecnologia na rastreabilidade da produção”, Eduardo Krempser, professor, coordenador do Laboratório de Sistemas Inteligentes e Robótica da FAETERJ Petrópolis, Sócio-Fundador da QuipoTech

“A importância da comunicação e articulação territorial: desafios para a criação da governança da Associação”, Geiza Rocha, mestranda em Geografia – PUC-Rio


Esta tecnologia, que será apresentada pelo professor Eduardo Krempser, coordenador do Laboratório de Sistemas Inteligentes e Robótica da FAETERJ Petrópolis e sócio-fundador da QuipoTech, não só reforça a confiança na qualidade dos vinhos, mas também dá suporte ao processo de aquisição da Indicação de Procedência, uma vez que fortalece a garantia de origem e padronização dos processos que caracterizam os vinhos de inverno da região serrana fluminense. Isso marca a posição do Rio de Janeiro no cenário nacional e internacional da vitivinicultura.


A vitivinicultura no estado tem experimentado um crescimento notável, especialmente com a implementação da técnica da dupla poda, que permite a produção de vinhos finos. Este congresso celebrará este avanço e discutirá temas importantes como a construção da Indicação de Procedência (IP) dos Vinhos da Região Serrana.


Produtores Locais e Suas Experiências


Produtores locais, como José Claudio Aranha (@vinicolainconfidencia ), que utiliza os serviços de rastreabilidade com blockchain da QuipoTech, vão estar presentes trazendo experiências práticas sobre os desafios e oportunidades da produção vinícola na região.


O congresso será uma oportunidade única para reunir especialistas, poder público, pesquisadores e produtores para analisar o

potencial do enoturismo no Rio de Janeiro. A interação entre a vitivinicultura e as tradições locais, incluindo a produção de queijos e outros produtos típicos, será destacada como um fator chave para a criação de rotas turísticas e novas oportunidades de desenvolvimento para as cidades fluminenses.


O “I Congresso Estadual Desafios do Enoturismo no Rio de Janeiro” promete ser um marco importante para a vitivinicultura fluminense, oferecendo uma plataforma para a troca de conhecimentos e a promoção do enoturismo como motor de desenvolvimento local.


Participe deste encontro e contribua para o futuro da vitivinicultura no estado, enquanto isso, aprecie a rica interação entre a produção local e a experiência turística.


O evento será na Casa da Inovação, localizada na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Saiba mais.

Comments


bottom of page